«TER PÁTRIA NÃO É NASCER NUM CERTO SÍTIO, É TER DE COMER, TER CASA, ESCOLA, ASSISTÊNCIA MÉDICA». Av. Dr. Magalhães Lemos. Edifício Impacto, Bloco 21. befelgueiras@gmail.com Telemóvel 917684030
Terça-feira, 15 de Março de 2005
Economia & democracia

      Economia & democracia


      Ainda o governo não tomou posse e já o ministro das finanças, Campos e Cunha, – com jeitinho de elefante em loja de cristais – previne os portugueses para o aumento dos impostos.


      Todos os portugueses? - Claro que não, apenas os do costume. Aqueles que não conseguem fugir aos impostos sobre o trabalho. Como dizia o outro, neste país só paga impostos quem é parvo!


      Passado o período eleitoral constata-se que os partidos mais pequenos têm razão quando se queixam de serem ignorados pela comunicação social. A comunicação social dá mais atenção aos partidos que já têm poder e, por essa via, têm acesso ao grande público; os partidos mais pequenos – que não têm poder – não têm acesso consequente.


      Os partidos mais pequenos não são levados a sério, não porque as suas ideias sejam más, mas porque não têm poder e são tratados pelos órgãos de informação como vencedores impossíveis. (No debate da RTP 1 os líderes do PS e do PPD são apresentados como os únicos que poderão ser eleitos primeiro-ministro, como se houvesse eleições directas para esse cargo).


      A comunicação social é o lugar onde se cruzam todas as vozes dos grandes debates nacionais. Quando não se noticia suficientemente o ideário dos pequenos partidos, retira-se-lhes a possibilidade de se apresentarem ao grande público em igualdade de circunstâncias com os outros. Mesmo que as boas ideias e projectos existam, elas poderão não ser do conhecimento do grande público, por terem sido ignoradas pelos jornalistas.


      Hoje, um projecto válido, uma boa ideia dependem mais do que a opinião pública reconhece do que da autoria donde emanam.


      Vem este conjunto de considerações a propósito de, precisamente nesta semana, ter sido divulgada a informação dos lucros da banca. Após uma campanha eleitoral na qual se discutiram o desemprego, a pobreza, a redistribuição da riqueza, a justiça social, a corrupção e a evasão fiscal, são verdadeiramente escandalosos os lucros apresentados pela banca em anos de vacas magras.


      A notícia passou discretamente, como aliás convém. Ou terão os trabalhadores do sector bancário uma formação e uma produtividade acima da média criando, assim, grande riqueza nacional?


      O direito à indignação (espero agora que o transmita também aos seus correligionários políticos) é enorme. Num país onde nunca há dinheiro para hospitais, escolas, centros de saúde, salários (alguns há 3 anos congelados), segurança social, segurança dos cidadãos, onde existe uma crescente pobreza, há lugar para benefícios e isenções fiscais que privilegiam a banca de um modo perfeitamente escandaloso!


      Começa mal um governo que diz querer maior justiça e mais igualdade. Vão aumentar os impostos.


      Mas quais impostos?


      Sobre o trabalho, o consumo ou o capital?


      A situação da banca aliada às actividades seguradoras é bem o paradigma da hipocrisia política deste país e dos partidos do poder:


      - Em 2004 a banca conseguiu aumentar 16% os seus lucros em relação ao ano anterior.


      - Em 2004 o maior banco privado conseguiu ter mais lucros e pagar menos impostos (menos de 12%, quando o comum dos pequenos empresários paga 25%)!


      O que é preciso é coragem para tributar os poderosos (capital) e não sobrecarregar os impostos sobre o trabalho (os eternos pagadores).


      A análise está correcta, haja a coragem política para resolver as receitas do Estado, o equilíbrio orçamental e promover políticas de verdadeiro investimento, cobrando os impostos onde têm sido sonegados e onde os lucros são maiores.


      J. Santos Pinho



publicado por befelgueiras às 18:15
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Anónimo a 21 de Março de 2005 às 23:43
pois é, de que vale falar-se em aumentar os impostos se não se consegue captar todos os impostos? No combate à evasão fiscal não se pode ficar pela rama, temos que ir à raiz. Fim ao sigilo bancário.bruno mendes
(http://ovelhanegra91.blogspot.com)
(mailto:)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
links
Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Encontrei esse mesmo texto na nova Apostila Decisã...
Olá Carlos Carvalho!!!!!A campanha do bloco vai de...
Parabéns pelo post. Visitem o terradesousa.blogspo...
Olá,Meu nome é Priscila Andrade e faço parte da eq...
Acabou-se a «mama» ao oportunista de Caramos?Ou el...
Pois, pois... Mas pelo menos não alinhava por dois...
Foi um resultado bom demais, mais um candidato pat...
E AS IDEIAS QUANDO É QUE VEM ??????????ANTES DOS A...
Bloco Esquerda Felgueiras para Liliana mostrar det...
2009/9/25 Liliana Costa Rádio NFM <liliana.cost...
mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO
as minhas fotos
arquivos

Julho 2016

Junho 2016

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Em destaque no SAPO Blogs
pub