«TER PÁTRIA NÃO É NASCER NUM CERTO SÍTIO, É TER DE COMER, TER CASA, ESCOLA, ASSISTÊNCIA MÉDICA». Av. Dr. Magalhães Lemos. Edifício Impacto, Bloco 21. befelgueiras@gmail.com Telemóvel 917684030
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009
Bloco de Esquerda Felgueiras

Balanço das eleições 2009

 

As eleições não são um fim em si mesmas  – são um meio para atingir um fim – ganhar eleições é só o primeiro passo para trabalhar em prol das populações e do seu bem-estar.
Pretendemos com este texto contribuir para a discussão, compreensão e balanço sobre as eleições deste ano de 2009 (europeias, legislativas e, principalmente, autárquicas).
Objectivos – atingidos ? Sim ou não?
A embalagem tomada nas europeias – com Magníficos resultados – aterrorizou a direita e os comentadores conservadores. A triplicação da representatividade colocou o BE na órbita do poder. Houve logo uma campanha contra o Bloco. Este foi confrontado com o seu programa de governo que foi atacado por todos os sectores da sociedade portuguesa. O Bloco tornou-se uma ameaça aos partidos, ditos, do arco do poder; aos negocismos do bloco central dos interesses económicos e um alvo a abater. O país apercebeu-se que o PS podia ficar nas mãos do Bloco e isso aterrou-o!
À embalagem tomada nas legislativas com extraordinários resultados (duplicação do número de deputados) pode e deve aplicar-se o raciocínio efectuado para os resultados das europeias. Também nestas eleições houve boa visão e estratégia, conseguimos claramente marcar a agenda política nacional.
O discurso de lucidez, clareza e radicalidade obteve votos, pois as propostas agradaram às pessoas. A duplicação dos resultados no parlamento nacional e a triplicação no parlamento europeu são, disso mesmo, prova insofismável.
Quando se vota, vota-se também na oposição. Não se vota só em quem tem o poder, vota-se também com confiança e convicção na oposição que vai fiscalizar e apresentar sugestões ao poder político. O BE personifica esta oposição.
Perdeu-se nas Autárquicas!
 – Perdeu-se força, capacidade de empenho e de sofrimento
Os resultados das autárquicas fizeram-nos descer à realidade e trouxeram-nos amargos de boca.
Mesmo nas apostas máximas em Lisboa e no Porto – perdeu-se em toda a linha pois os resultados foram medíocres.
As candidaturas em concelhos atípicos como o nosso (onde houve uma inflação de candidaturas) não facilitou o trabalho mas também não deve servir-nos de desculpa. Há que reflectir sobre os porquês destas votações tão abaixo das nossas expectativas. Se é verdade que subimos em números absolutos e em percentagem não é menos verdade que não conseguimos a eleição de um representante para a Assembleia Municipal.
Temos a noção que o voto útil funcionou para afastar Fátima Felgueiras do poder e, desta vez, beneficiou grandemente a coligação de direita (PSD/CDS) que atingiu a maioria absoluta. A dispersão de votos por sete candidaturas também não nos beneficiou pois implicou uma pulverização dos partidos mais pequenos. São as pessoas e o seu empenhamento que fazem grandes ou pequenos os partidos.
Temos consciência dos parcos recursos, materiais e humanos (número reduzido, pouco empenhamento, períodos de trabalho, estudo e mesmo férias) e das suas consequências negativas nas nossas candidaturas.
Constatamos que os resultados das autárquicas são, no todo nacional, uniformes. Os resultados foram análogos em locais onde apresentamos bons ou maus candidatos – podemos considerar, genericamente, que foi um falhanço total face aos objectivos pretendidos. Falta estrutura autárquica ao Bloco de Esquerda! Faltam campos de proximidade com o concreto; com as pessoas – ouvir/escutar as pessoas e os seus problemas. A simpatia do Bloco tem de ser capitalizada em apoios concretos às suas propostas válidas e isso tem de traduzir-se em votos, foi isso que faltou nestas autárquicas!
Se a nível nacional as eleições se disputam a cinco (forças com deputados eleitos) a nível local, praticamente, disputam-se a apenas dois (PS e PSD). Entre quem tem o poder e a obra feita e entre quem pode ser poder e fazer essa mesma obra. As relações são polarizadas na personalidade do candidato e nas suas ligações pessoais. Muitas vezes não são os candidatos às Câmaras quem ganham as eleições mas os presidentes em exercício que as perdem. Quando o povo está farto; saturado das teias de interesses e cumplicidades que os poderes sempre tecem.
Sabemos que muitos dos nossos votos foram, em eleições anteriores, votos de protesto e isso teve, agora, os seus custos. Mas comparativamente às autárquicas anteriores (só se podem fazer comparações entre eleições do mesmo tipo) crescemos em termos de votos convictos e politicamente consolidados.
As agendas políticas concelhias devem alargar o seu âmbito local ao regional e ao todo nacional. Deveremos cuidar as políticas de comunicação (rádios, jornais, internet). A comunicação social muitas vezes distorce a realidade (por exemplo, quando no debate da Rádio Felgueiras, afirmámos que, se se for a favor da cobertura do saneamento e do abastecimento de água ao domicílio a 100% é ser radical, então somos radicais, logo alguns jornais escreveram: que nos apresentamos como radicais, pois dá jeito associar um candidato ao radicalismo e contribuir, assim, para o eliminar.
A crise económica mantém-se e com ela o radicalismo da direita nos ataques aos apoios sociais aos mais desfavorecidos. Nas épocas de crise recrudesce a reacção da direita, particularmente do CDS, contra os mais fracos: os pobres, os emigrantes, os desprotegidos. Crescem as demagogias populistas mais reaccionárias pelo que o Bloco terá um papel importante neste combate.
Os movimentos sociais devem marcar a agenda política pois é aí que se faz a política real.
Devemos alargar e consolidar a base de apoio do nosso partido promovendo uma campanha de adesões ao Bloco de Esquerda de Felgueiras.


publicado por befelgueiras às 17:10
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Domingo, 18 de Outubro de 2009
Autárquicas 2009 Comentários III

"Autárquicas 2009"
Adelino Domingues


      Para além de todas as opiniões que possam surgir, sobre os resultados do BE nas autárquicas, há realidades que acontecem a nível local, e sobre os quais pouco ou nada se fala. O BE, sem porcos no espeto, sem agências de emprego, sem chantagens, sem pressões, sem sacos de plástico, esferográficas, balões, etc..., foi muito mais além do que alguns vaticinaram.  
      A campanha Obamizada do PS deveria ser bem esmiuçada até ao último pormenor. Há meios que uns têm outros não!
 
 


publicado por befelgueiras às 22:50
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Autárquicas 2009 Comentários II

"Falta de estratégia"
 Maria

 

      O Bloco pode e deve ser uma força autárquica alternativa e sadia a esta bipolarização. A nível local, pode implantar-se desde que tenha recursos humanos que conheçam a comunidade e vice-versa, espírito de inovação, criatividade e bom senso. Parece-me ter havido uma forte aposta nos grandes centros, descurando outras comunidades que poderiam ter sido um enorme potencial, ficando sem alternativa por falta de estratégia das candidaturas apresentadas.


publicado por befelgueiras às 18:58
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Autárquicas 2009 Comentários I

"Sempre a juntar forças"

Teresa Fidalgo

 

      É esta política do BE que o torna no único partido capaz de construir uma esquerda de confiança. Houve falhas? Pois houve, mas não é por isso que devemos desmoralizar. Compete-nos trabalhar cada vez mais, ir à procura se soluções, perceber como chegar às pessoas. As eleições autárquicas são diferentes das legislativas, pois são, e nós, como partido ainda em afirmação, não conseguimos chegar a todo o lado! É natural. Havemos de chegar lá.


publicado por befelgueiras às 18:54
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009
Resultados do Bloco para a Câmara Municipal de Felgueiras

PPD/PSD.CDS-PP
48,65%
17.938 votos
Mandatos
4
XVI
25,71%
9.478 votos
Mandatos
2
PS
18,96%
6.992 votos
Mandatos
1
MPT
1,33%
489 votos
B.E.
1,32%
486 votos
PCP-PEV
1,27%
470 votos
PCTP/MRPP
0,46%
168 votos
 
EM BRANCO
1%
369 votos
NULOS
1.3%
481 votos
 

Nota:Todos os resultados são extraídos do site: http://www.dgai.mai.gov.pt/



publicado por befelgueiras às 19:18
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco para a Assembleia Municipal de Felgueiras

PPD/PSD.CDS-PP
46,58%
17.176 votos
Mandatos
17
XVI
23,85%
8.793 votos
Mandatos
8
PS
21,57%
7.955 votos
Mandatos
8
B.E.
2,07%
765 votos
PCP-PEV
1,75%
645 votos
MPT
1,38%
510 votos
PCTP/MRPP
0,5%
184 votos
 
EM BRANCO
1.03%
381 votos
NULOS
1.26%
463 votos



publicado por befelgueiras às 19:14
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco na assembleia de freguesia de Margaride

PPD/PSD.CDS-PP
56,1%
3.053 votos
Mandatos
8
XVI
18,78%
1.022 votos
Mandatos
3
PS
17,99%
979 votos
Mandatos
2
B.E.
2,92%
159 votos
PCP-PEV
2,22%
121 votos
 
EM BRANCO
0.83%
45 votos
NULOS
1.16%
63 votos
 



publicado por befelgueiras às 19:12
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco na assembleia de freguesia de Vila Cova da Lixa

PPD/PSD.CDS-PP
54,98%
1.131 votos
Mandatos
5
PS
37,87%
779 votos
Mandatos
4
B.E.
2,19%
45 votos
PCP-PEV
1,46%
30 votos
 
EM BRANCO
1.6%
33 votos
NULOS
1.9%
39 votos



publicado por befelgueiras às 18:53
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco na assembleia de freguesia de Lagares

XVI
37,54%
604 votos
Mandatos
4
PS
33,69%
542 votos
Mandatos
3
PPD/PSD.CDS-PP
25,92%
417 votos
Mandatos
2
B.E.
0,93%
15 votos
PCP-PEV
0,62%
10 votos
 
EM BRANCO
0.31%
5 votos
NULOS
0.99%
16 votos
 



publicado por befelgueiras às 18:49
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco na assembleia de freguesia de Várzea

PPD/PSD.CDS-PP
51,01%
835 votos
Mandatos
5
PS
33,29%
545 votos
Mandatos
3
PCP-PEV
11,55%
189 votos
Mandatos
1
B.E.
2,32%
38 votos
 
EM BRANCO
0.79%
13 votos
NULOS
1.04%
17 votos
 



publicado por befelgueiras às 18:40
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco na assembleia de freguesia de Caramos

PPD/PSD.CDS-PP
55,33%
747 votos
Mandatos
5
PS
39,19%
529 votos
Mandatos
4
B.E.
2,59%
35 votos
PCP-PEV
1,48%
20 votos
 
EM BRANCO
0.15%
2 votos
NULOS
1.26%
17 votos
 



publicado por befelgueiras às 18:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é?

Resultados do Bloco na assembleia de freguesia de Pinheiro

PS
57,51%
421 votos
Mandatos
5
XVI
25,68%
188 votos
Mandatos
2
PPD/PSD.CDS-PP
10,79%
79 votos
B.E.
3,01%
22 votos
 
EM BRANCO
0.82%
6 votos
NULOS
2.19%
16 votos
 



publicado por befelgueiras às 18:32
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009
Apelo ao Voto no Bloco de Esquerda de Felgueiras

               

                 Caros concidadãos:

 
Queremos nesta hora de clarificação democrática dirigir-vos um apelo para que votem no Bloco de Esquerda.
Esta é a candidatura que sabe ouvir e conversar com as pessoas.
Dirigimo-nos, particularmente, a todos aqueles que nunca votaram no Bloco de Esquerda. Não há partidos grandes e pequenos, mas sim pessoas que, pela sua acção, tornam grandes ou pequenos os partidos políticos.
A todos aqueles que nunca votaram queremos lembrar que os abstencionistas sozinhos representam mais do que todos os votos do PS e do PSD juntos. Dá que pensar de facto. Votar no Bloco é fazer toda a diferença, é contribuir para a efectiva mudança.
Eleger os candidatos do Bloco de Esquerda é contribuir para acabar com as maiorias que conduzem a todos os abusos.
A nossa candidatura aparece naturalmente como um espaço de participação cívica e cidadã, sem receios; sem medos e com a intenção deliberada de contribuir a transparência da vida política no nosso concelho.
Somos uma equipa, com abertura, capacidade de acolhimento, honestidade, saber e competência para esta tarefa gigantesca de transformação ética da política.
Apresentamo-nos ao eleitorado com o nosso currículo, com a nossa vontade, com a nossa capacidade, com as acções que promovemos desde as últimas autárquicas:
- Debate sobre educação sexual (na Escola Secundária de Felgueiras);
- Acção pública pela despenalização do aborto (Café Jardim);
- Debate sobre os cuidados de saúde no nosso concelho (auditório da Biblioteca Municipal);
- Debate sobre o desemprego; debate sobre o código do trabalho (sede da Junta de Margaride);
- Activismos e solidariedades (empresas e escolas, acções de rua) com os mais desfavorecidos e desprotegidos do concelho.
- Denunciamos o esbanjamento de recursos públicos para aproveitamentos pessoais.
Defendemos um conjunto de bens e serviços públicos, com gestão pública e ao serviço de todos sem exclusões: água, energia, saúde, ensino, justiça.
Sempre fomos e seremos de contas sérias e transparentes. A esta gigantesca desproporção de meios (veja-se só por exemplo o número de outdoors) só podemos prometer seriedade, honestidade, empenho e muita vontade de trabalhar em prol das nossas comunidades.
A questão do voto útil é o engodo do eleitor. A nossa luta é contra a direita, mas também contra todas as políticas de direita deste PS nacional, deste movimento Sempre Presente, não se iludam, eles não podem ser convencidos têm mesmo de ser vencidos.
Seremos sempre pela verdade, pelo rigor, nunca prometeremos nada que não possamos cumprir. Por isso mesmo podemos prometer seriedade, honestidade, inteligência, empenho e muita, mas mesmo muita, vontade de trabalhar em prol do bem-estar das pessoas das nossas comunidades.
Esta é a candidatura contra todos os oportunismos, contra todos os negocismos. Batemo-nos pela mudança. Temos do nosso lado: o ânimo, a vontade e a razão.
Por tudo isto, no próximo domingo, dia 11: Vota Bloco de Esquerda, para a Câmara Municipal, para a Assembleia Municipal e para as Juntas de Freguesia de Caramos, Lagares, Margaride, Pinheiro, Várzea e Vila Cova da Lixa.
 


publicado por befelgueiras às 23:33
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009
Um lema para mudar Felgueiras

 

Joaquim Santos Pinho,
(48 anos, Professor do Ensino Secundário) 
Transparência, Participação e Inovação
5 propostas:
              Solidariedade e apoio social
      Planos de apoio às famílias no combate à pobreza, ao desemprego e às situações sociais de risco; apoio a todas as situações de violência sobre pessoas e/ou animais.
             Serviços públicos
      Direito à saúde, assistência e educação/formação gratuitos. Apoiar campanhas de promoção de educação para a saúde.
               Urbanismo e ambiente
      Valorização dos espaços públicos; participação dos munícipes no planeamento e ordenamento do seu concelho recorrendo, se necessário, a referendos locais. Revisão do PDM tendo em atenção a reabilitação urbana.
              Democracia e participação
      Elaboração de orçamentos participativos para possibilitar a decisão da população sobre parte do investimento a realizar pelo município fomentando, assim, a criação de instrumentos e formas de participação activa dos cidadãos.
             Juventude e desporto

           Massificação da prática desportiva tendo a vista a participação de todos/as e     a    promoção de práticas desportivas alternativas.



publicado por befelgueiras às 00:09
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Sábado, 3 de Outubro de 2009
VOTA BLOCO

 



publicado por befelgueiras às 21:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é?

Meteorologia
Amnistia Internacional
mais sobre mim
pesquisar
 
A Barraca
links
Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Encontrei esse mesmo texto na nova Apostila Decisã...
Olá Carlos Carvalho!!!!!A campanha do bloco vai de...
Parabéns pelo post. Visitem o terradesousa.blogspo...
Olá,Meu nome é Priscila Andrade e faço parte da eq...
Acabou-se a «mama» ao oportunista de Caramos?Ou el...
Pois, pois... Mas pelo menos não alinhava por dois...
Foi um resultado bom demais, mais um candidato pat...
E AS IDEIAS QUANDO É QUE VEM ??????????ANTES DOS A...
Bloco Esquerda Felgueiras para Liliana mostrar det...
2009/9/25 Liliana Costa Rádio NFM <liliana.cost...
mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO
as minhas fotos
arquivos

Julho 2016

Junho 2016

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004