«TER PÁTRIA NÃO É NASCER NUM CERTO SÍTIO, É TER DE COMER, TER CASA, ESCOLA, ASSISTÊNCIA MÉDICA». Av. Dr. Magalhães Lemos. Edifício Impacto, Bloco 21. befelgueiras@gmail.com Telemóvel 917684030
Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2006
Eduardo Lourenço

           


   "(...) A Democracia não é o paraíso político na Terra. É apenas a difícil aprendizagem de solucionar com o mínimo de racionalidade e paz os antagonismos de toda a ordem que a sociedade dos homens fabrica. Mas os messianismos unanimistas são, sem excepção alguma, o inferno da História ou a História como inferno."


            Eduardo Lourenço, Visão nº 673




publicado por befelgueiras às 21:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é?

Sábado, 28 de Janeiro de 2006
Simbiose ibérica

Olhos 2.jpg


Simbiose ibérica


              


O ano que, agora, começa assiste ao já tradicional e maniqueísta xadrez político especialmente no médio oriente.

O chamado choque de civilizações entre um ocidente, predominantemente cristão, e um oriente, de igual modo, muçulmano, tem diabolizado o mundo árabe colocando-o como um lugar distante, incompreensível, logo a recear.

            Serão tão inconciliáveis as duas civilizações?


            Uma análise histórica mais cuidada mostra que os Muçulmanos - crentes em Alá, Deus único e todo-poderoso - criaram uma nova e original civilização, marcada por uma intensa e brilhante actividade artística e cultural: belas mesquitas e palácios, magníficos jardins, grandes progressos científicos e técnicos. O elevado nível da sua cultura influenciou o desenvolvimento intelectual no Ocidente.


            Nascido na península arábica em meados do século VII, o Islão foi fortemente influenciado pela cultura existente naquela região, a ponto do árabe ser o seu idioma oficial até hoje. Os primeiros séculos após o seu surgimento foram marcados pela rápida expansão e pelo seu apogeu. Apesar de actualmente apenas um quinto da população muçulmana ser de origem árabe, naquela época a cultura árabe tornou-se sinónimo de cultura islâmica e vice-versa.


            A conquista e ocupação da península ibérica pelos muçulmanos, em 711, deu início a uma das civilizações mais prósperas que o mundo já conheceu. A tolerância religiosa permitiu o surgimento das culturas moçarabe e mudéjar. A civilização muçulmana foi o resultado da reunião de civilizações tão ricas como a grega, a bizantina ou a indiana. Reuniu os conhecimentos literários e científicos através da multiplicação de centros de saber, universidades e bibliotecas, e introduziu muitos destes conhecimentos na Europa, através da península ibérica.


            A terra do Al Andaluz rapidamente se destacou da restante Europa com as suas cidades iluminadas, os seus sistemas de irrigação, a sua arquitectura e a sua arte. Foram quase 800 anos de contribuição para o desenvolvimento da astronomia, da medicina, da matemática, da geografia, da botânica, da química, da filosofia, das artes e para a epopeia da expansão marítima dos povos peninsulares.


            Não é necessário grande esforço para se perceber o quanto esta simbiose peninsular nos ligou culturalmente ao mundo muçulmano. É árabe a numeração que hoje usamos, numerosos vocábulos como açougue, tambor, arroba, cenoura vieram do árabe, assim como a grande maioria das palavras iniciadas por "Al", artigo definido na gramática daquele idioma e que foi sendo incorporado pelos nossos antepassados.


            Na arquitectura, encontramos traços da cultura árabe no uso dos azulejos decorativos, no chafariz, nos pátios floridos e nos detalhes em arabesco.




            Fala-se de Ocidente e Oriente, de mundo islâmico e árabe, e de mundo ocidental, por vezes, como se estivessem condenados para sempre a viverem distantes, de costas voltadas, ou, pior ainda, em confrontos eternos e insolúveis.


            Em muitos países - a começar pelo nosso - há comunidades islâmicas que vivem pacífica e ordeiramente - lado a lado com outras comunidades, que não têm a mesma fé, as mesmas ideias, os mesmos hábitos de vida.


            Da mesma forma, há minorias de ocidentais no Oriente, nomeadamente na Arábia, e fazem ali a sua vida normalmente.


 


                         J Santos Pinho





publicado por befelgueiras às 23:21
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2006
O professor está sempre errado!

O PROFESSOR ESTÁ SEMPRE ERRADO!


Se é jovem, não tem experiência


Se é velho, está superado


Se não tem carro, é um coitado


Se tem carro, chora de "barriga cheia"


Se fala em voz alta, grita


Se fala em tom normal, ninguém o ouve


Se não falta às aulas, é um tontinho


Se falta, é um "turista"


Se conversa com outros professores, está a falar mal dos alunos


Se não conversa, é um desligado


Se dá a matéria toda, não tem dó dos alunos


Se não dá a matéria, não prepara os alunos


Se brinca com a turma, arma-se em engraçado


Se não brinca, é um chato


Se chama à atenção é um autoritário


Se não chama, não sabe se impor


Se o teste de avaliação é longo, não dá tempo


Se o teste de avaliação é curto, tira as chances dos alunos


Se escreve muito, não explica


Se explica muito, o caderno não tem nada


Se fala correctamente, ninguém entende


Se fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário


Se o aluno é reprovado, foi perseguição


Se o aluno é aprovado, o professor facilitou.


É verdade, o professor está sempre errado!


Mas se você conseguiu ler até aqui, agradeça-lhe.


           extraído da Internet



publicado por befelgueiras às 18:32
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2006
Presidenciais no concelho de Felgueiras - resultados da votação

 

 


 freguesias apuradas 32
 freguesias por apurar 0

Inscritos 45528  
Votantes 29465 64,72%
Brancos 161 0,55%
Nulos 150 0,51%

PERC. CALCULADA SOBRE VOTOS VALIDAMENTE EXPRESSOS (BRANCOS E NULOS EXCLUIDOS)

CONCELHO - FELGUEIRAS

Candidato Votos %
CAVACO SILVA 17371 59,58
MÁRIO SOARES 4799 16,46
MANUEL ALEGRE 4124 14,15
FRANCISCO LOUÇÃ 1429 4,90
JERÓNIMO SOUSA 1351 4,63
GARCIA PEREIRA 80 0,27


publicado por befelgueiras às 17:35
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Presidenciais

Presidente da República - 22/01/2006
Informação Detalhada - Resultados Nacionais



 Resultados Nacionais


Inscritos Votantes Abstenções Brancos Nulos
Total Percent. Total Percent. Total Percent. Total Percent.
8830706 5529117 62.61% 3301589 37.39% 58868 1.06% 43405 0.79%


 Votação por Candidato - Resultados Nacionais

  CAVACO SILVA MANUEL ALEGRE MARIO SOARES JERONIMO SOUSA FRANCISCO LOUCA GARCIA PEREIRA
Total 2745491 1124662 778389 466428 288224 23650
Percent. 50.59% 20.72% 14.34% 8.59% 5.31% 0.44%
Mandatos 0 0 0 0 0 0


publicado por befelgueiras às 17:22
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2006
1ª Avaliação sobre as eleições presidenciais

 


Primeira avaliação sobre as eleições presidenciais


Nota do secretariado da Comissão Política do Bloco de Esquerda


      1. A vitória tangencial de Cavaco Silva à primeira volta, por escassos trinta mil votos, é uma derrota para o povo de esquerda. No quadro actual de uma governação marcada pela opção liberal de Sócrates, Cavaco acentuará o pior da política económica e social do governo e não garante a oposição necessária ao golpe do bloco central contra a proporcionalidade eleitoral. A agenda do Bloco Central - política de continuação da crise social, com estabilidade para os privilegiados - sai reforçada. E a direita ganha um referencial para a sua recomposição, tendo polarizado parte dos eleitores de centro que anteriormente deram a vitória a Sócrates.


      2. Para o governo, o traço essencial da nova coabitação – a “cooperação estratégica” liberal – não mitiga o balanço catastrófico nem o aviso recebido: Mário Soares, que se rodeou de ministros, teve 14%, menos 30% do que o PS há menos de um ano. Manuel Alegre que, apesar de ter apoiado a política de Sócrates, concorreu contra o seu candidato, obteve um forte voto de protesto que alcançou os 20%. Os dois juntos ficaram a 10% da marca do PS há menos de um ano. Cavaco deve a sua vitória ao PS, à confusão generalizada e ao impasse social acentuado pelo governo.


      3. A votação de Jerónimo de Sousa assegura o reforço eleitoral do Partido Comunista em relação aos seus resultados das legislativas, mesmo tendo ficado aquém dos resultados das recentes eleições autárquicas. Em relação a eleições presidenciais disputadas em contextos muito diferentes, Jerónimo de Sousa obtém mais 3% do que António Abreu e menos 3% do que Carlos Carvalhas.


      4. A candidatura de Francisco Louçã cumpriu um dos seus objectivos principais: mobilizar o voto de sectores sociais comprometidos com uma geração de mudanças e que não aceitaram a proposta continuísta dos candidatos do PS e colocar na agenda política os temas fundamentais dos próximos anos, como a sustentabilidade da segurança social, o emprego, a paridade entre homens e mulheres, a política europeia e a defesa do ambiente. O entusiasmo, a mobilização e a proposta que a campanha promoveu constituíram um elemento essencial no debate político e na clarificação das escolhas. A mobilização dos 288.216 eleitores de Francisco Louçã contribuiu para enfrentar Cavaco Silva, embora a participação dos eleitores de esquerda não tenha sido suficiente para obrigar a uma segunda volta.


      5. Os 5,3% obtidos por Francisco Louçã representam a segunda melhor votação de sempre na área política do Bloco de Esquerda, em número de votos e em percentagem. A votação das últimas autárquicas é quase duplicada. A das presidenciais de 2001 é mais que duplicada. Em vários distritos, Francisco Louçã é o quarto candidato mais votado (Aveiro, Bragança, Castelo Branco, Açores, e em particular na Madeira, com 7,8% na região e 9,8% no Funchal). Também na Guarda e em Vila Real são obtidos os melhores resultados de sempre. A subida eleitoral em Braga significaria a possibilidade de eleger um deputado pelo distrito, e em Aveiro e Faro esse objectivo ficaria muito próximo. Em contrapartida, nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto regista-se uma descida dada a deslocação de votos e a polarização com a candidatura de Manuel Alegre. 6. Depois das presidenciais, encerrou-se um ciclo eleitoral. Durante mais de três anos não haverá, em circunstâncias normais, novas eleições. Será durante esse período que os debates fundamentais sobre a política da esquerda devem ser relançados, em que as lutas sociais devem ganhar o protagonismo que é o seu, e que as alternativas se devem afirmar. Esse é o compromisso que o Bloco de Esquerda assume com toda a confiança.


 


 



publicado por befelgueiras às 14:51
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Domingo, 22 de Janeiro de 2006
George Bernard Shaw

"Os espelhos usam-se para ver o rosto,


a arte para ver a alma"


George Bernard Shaw (1856-1950), escritor irlandês.


Tradução livre


 



publicado por befelgueiras às 01:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é?

Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2006
No Domingo

No domingo, em casa eu não fico


logo de manhã:


Eu  voto  no  Chico


caratz 6.jpg



publicado por befelgueiras às 01:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é?

1º País do mundo a conceder às mulheres direitos políticos iguais

Grande Finlândia


Porra.jpg


Visão nº 671


O País onde a paridade entre homens e mulheres


é uma realidade em todos os sectores



publicado por befelgueiras às 01:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é?

Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2006
Acções de campanha de Francisco Louçã

Acções de campanha de Francisco Louçã


 


16 Jan Comício em Santa Maria da Feira
21:30h Biblioteca Municipal com Sérgio Godinho
17 Jan Comício em Almada
19:30h Jantar de campanha em Setúbal, restaurante Quintal insc: 265234020 961028480
21:30h Comício na Incrível Almadense com Fernando Tordo
18 Jan Comício em Faro
21:30 no Conservatório de Faro, com Sérgio Godinho


19 Jan Jantar no Porto
19:30h Matosinhos,
Restaurante Rochedo Jantar encerramento de campanha no Porto


(Inscrições: 222002851 969457723)



20 Jan 19:30h jantar encerramento de campanha na Estufa Fria



publicado por befelgueiras às 14:28
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Nós votamos no Louçã

Eu  voto  no  Francisco


                     Louçã


caratz 6.jpg



publicado por befelgueiras às 00:46
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Vota no Francisco Louçã

Nós votamos no Francisco


                     Louçã


cartz 5.jpg



publicado por befelgueiras às 00:43
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Geração da Mudança

Cartaz 3.jpg



publicado por befelgueiras às 00:35
link do post | comentar | favorito
 O que é?

...

cartaz 4.jpg



publicado por befelgueiras às 00:32
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Solidariedade

cartaz 2 a.jpg



publicado por befelgueiras às 00:31
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Meteorologia
Amnistia Internacional
mais sobre mim
pesquisar
 
A Barraca
links
Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Encontrei esse mesmo texto na nova Apostila Decisã...
Olá Carlos Carvalho!!!!!A campanha do bloco vai de...
Parabéns pelo post. Visitem o terradesousa.blogspo...
Olá,Meu nome é Priscila Andrade e faço parte da eq...
Acabou-se a «mama» ao oportunista de Caramos?Ou el...
Pois, pois... Mas pelo menos não alinhava por dois...
Foi um resultado bom demais, mais um candidato pat...
E AS IDEIAS QUANDO É QUE VEM ??????????ANTES DOS A...
Bloco Esquerda Felgueiras para Liliana mostrar det...
2009/9/25 Liliana Costa Rádio NFM <liliana.cost...
mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO
as minhas fotos
arquivos

Julho 2016

Junho 2016

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004