«TER PÁTRIA NÃO É NASCER NUM CERTO SÍTIO, É TER DE COMER, TER CASA, ESCOLA, ASSISTÊNCIA MÉDICA». Av. Dr. Magalhães Lemos. Edifício Impacto, Bloco 21. befelgueiras@gmail.com Telemóvel 917684030
Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005
Um conto de Natal

         Musgo


     


O presépio sempre foi, lá em casa, o grande consumidor de musgo.


      Os montes da Pedreira e da Stª Maria revelavam-se pequenos para as mãozitas ávidas dos apanhadores de musgo. Muitas vezes já quase acabados, os presépios, refaziam-se de novo só por que olhos mais perspicazes vislumbravam musgos mais verdes, mais altos, mais fofos e mais verdejantes. E nem novas caminhadas até à serração do Regadio em busca do serrim que haveria de marcar os caminhos e atalhos que levam a Belém demoviam os mais renitentes.


      Desde que terminavam as aulas que a malta em festa percorria os montes em busca do musgo a que as laranjas do quintal do Cerieiro [depois de escavadas e nelas introduzidas pequenas velas] se encarregarão de dar luz especial na noite de Natal. A mesma luz que ilumina o trilho do moinho ou a lavadeira que fora de horas aproveita para actualizar-se sobre as novidades com os pastores passantes.


      Bem feito, dizia o Tono na sua inocência dos oito anos, essa lavadeira que olha para todo o lado menos para o que está a fazer. Não tenho pena que se tenha partido metade do lavadouro, ela também está com a cabeça sempre virada para o outro lado. Sorriu o Zé, a quem a maturidade dos dez, mostrava serem poucas as peças para para tanto musgo, tanto monte e tanto vale. Partida a lavadeira e já colocado o pastor com o cordeiro aos ombros no cimo de um dos morros restavam as ovelhas de três nações distintas para ajudar a moldar a forma que o serrim tentava desesperadamente imprimir no vetusto musgo.


      É prodigiosa a natureza quando quer reduzir o homem à sua condição de efémero mortal!


      E agora a parte nobre.


      Os três reis magos [que na realidade são seis, porque montados vão três e outros tantos apeados] a quem nem a cabeça de um camelo duplamente colada [porque duas vezes, em diferentes sítios, partida] retira a pomposa dignidade. Pobres são os pastores mais a família do nascituro.


      Nossa Senhora primeiro queriam ambos os petizes, pois que Aquela era a única mãe que, agora, possuíam. Seja. Primeiro Nossa Senhora depois S. José e o Menino e que para o afago não faltem a vaca e o burrinho. Que lindo está o nosso presépio!


      Cordeiros vão ovelhas vêm, e as laranjas [do cerieiro] iluminadas são mais bonitas que a estrela que guia os Magos. São a parte tangível que a infância reivindica do seu Natal.


      Vilar, 25 de Dezembro de 2005


            J. Pinho in «O Activo», nº 286, Dezembro de 2005



publicado por befelgueiras às 14:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é?

Sábado, 24 de Dezembro de 2005
Feliz Natal

Bloco Esquerda de Felgueiras


Feliz Estrela miniatura 2.jpgNatal



publicado por befelgueiras às 14:09
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2005
Bocage - Poema Camões...

Bocage.jpg


Bocage

 

Camões, grande Camões, quão semelhante

 

     Camões, grande Camões, quão semelhante
Acho teu fado ao meu, quando os cotejo!
Igual causa nos fez, perdendo o Tejo,
Arrostar co'o sacrílego gigante.

Como tu, junto ao Ganges sussurante,
Da penúria cruel no horror me vejo.
Como tu, gostos vãos, que em vão desejo,
Também carpindo estou, saudoso amante.

Ludíbrio, como tu, da Sorte dura
Meu fim demando ao Céu, pela certeza
De que só terei paz na sepultura.

Modelo meu tu és, mas . . . oh, tristeza! . . .
Se te imito nos transes da Ventura,
Não te imito nos dons da Natureza.


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *


publicado por befelgueiras às 15:39
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Sábado, 10 de Dezembro de 2005
Finalmente, um debate esclarecedor


Finalmente, um debate esclarecedor

09-12-2005
debate2005026small.jpgO debate entre Francisco Louçã e Cavaco Silva foi sem dúvida o mais clarificador até agora. Cavaco Silva foi em vários momentos forçado a sair do silêncio e das fórmulas vagas e a assumir posições que não gostaria de deixar explícitas.

Leia mais...



publicado por befelgueiras às 15:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é?

Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2005
REVISTA COMBATE

JÁ ESTÁ DISPONÍVEL NA INTERNET A REVISTA COMBATE
Nº 284 - (OUT/DEZEMBRO '05)

Visita-a aqui: http://www.combate.info



publicado por befelgueiras às 17:59
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2005
Fernando Pessoa

Autopsicografia







O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama o coração.




publicado por befelgueiras às 14:38
link do post | comentar | favorito
 O que é?

Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2005
PETIÇÃO PARA TORNAR OFICIAL O IDIOMA PORTUGUÊS NAS NAÇÕES UNIDAS


 
dc          
 
PETIÇÃO PARA TORNAR OFICIAL O IDIOMA PORTUGUÊS NAS NAÇÕES UNIDAS




View Current Signatures   -   Sign the Petition







To:  Nações Unidas (U.N.)

PETIÇÃO PARA TORNAR OFICIAL O IDIOMA PORTUGUÊS NAS NAÇÕES UNIDAS

Fundamenta proposta à Organização das Nações Unidas para oficializar o Idioma Português.

Considerando que mais de 250 milhões de pessoas se expressam no idioma português, com importante presença sócio-cultural e geopolítica em várias nações de todos os continentes, sendo a 5a mais falada no mundo (em números absolutos), a 3a entre as consideradas línguas universais de cultura e uma das 4 faladas nos seis continentes;

Considerando que uma língua, além de meio de comunicação, expressa conteúdo existencial, modos de sentir, de pensar e de viver de grupamentos humanos, constituindo, através dos séculos, uma identidade cultural, com peculiar criatividade, valores ético-sociais e sentimentos coletivos, refletidos no idioma que são intraduzíveis e que necessitam continuar vivendo e revelando culturas;

Considerando que a lusofonia vem se situando de forma crescente em várias partes do mundo, pelos seus escritores, poetas, inventores, cientistas, artistas, somando-se desde os navegadores e descobridores que fizeram sua história, com significativa presença nos meios de comunicação de massa através de telenovelas, noticiários, reportagens, etc, projetando-se na literatura, música, esportes e artes em geral;

Considerando que nosso idioma, ao se tornar oficial no universo da ONU, colocando-se em condições de igualdade com outros idiomas, é ato de respeito e apoio às comunidades das nações de língua portuguesa, valorizando sua unidade e participação sócio-econômico-cultural no contexto internacional;

Considerando o trabalho da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa / CPLP, que tem alcançado novos contornos nas relações internacionais, minimizando conflitos ideológicos do passado e ressaltando suas potencialidades nacionais e parcerias internacionais, com documentos de Chefes de Estado e de Governo das oito nações, em projetos de cooperação que estão dando corpo e alma aos fundamentos dessa nova Comunidade;

Considerando que a comunidade – CPLP – tem se empenhado em valorizar os seus três pilares – da política, da economia e da cultura, que colocam em conexão, de maneira respeitável, a África, a América Latina e a Europa, enfatizando o caráter universalista da lusofonia, que cada vez mais se afirma em nível supra-nacional;

Considerando que a iniciativa de tornar oficial o idioma português na ONU estará, por justiça e méritos, prestando um histórico serviço aos países de língua portuguesa, que constituem uma comunidade presente e atuante em todos os Continentes, com expressivo contingente populacional, incluindo: Brasil, com 180 milhões de habitantes, uma das dez maiores economias do mundo, líder natural do MERCOSUL; Portugal, com 10 milhões; Angola, com 11 milhões; Moçambique, com 17 milhões; Cabo Verde, com 417 mil habitantes; Guiné Bissau, com 1 milhão; São Tomé e Príncipe, com 130 mil e Timor-Leste, com 175 mil (estimativas recentes), que somam variados costumes, crenças, raças, tendências políticas e que têm a lusofonia como forte laço de identidade cultural e cooperação;

Considerando que este congraçamento de entidades culturais, que tem sua origem, essencialmente, no idioma português, deve constituir instrumento capaz de sensibilizar definitivamente a ONU para reconhecer o idioma português oficialmente, a exemplo da União Européia, torna-se indispensável, imprescindível mesmo, que o Elos Clube envolva o elismo nacional e internacional para o estabelecimento de um planejamento estratégico com a inclusão de Academias de Letras, universidades, órgãos nacionais representativos das profissões: OAB, Conselho Federal de Medicina, associações, e outras; o Congresso Nacional, a Assembléia da República Portuguesa e os Ministros das Relações Exteriores dos países de língua portuguesa, o que permitirá, finalmente, vencer os obstáculos e alcançar o objetivo de ver reconhecido pela ONU o idioma Português como oficial na sua organização, ao lado do Árabe, Chinês, Espanhol, Francês, Inglês e Russo.


Colaboração do CE Waldenir de Bragança


Elos de Niterói, RJ, Brasil
Presidente CE Tomaz Correia de Miranda Lima


Petição Aprovada por Unanimidade e Aclamação na Convenção do Elos Clube Internacioinal da Comunidade Lusíada realizada em Tavira de 21 a 23 de Outubro de 2005

Vice-Presidente Continental para a Europa do Elos Clube Internacional
José Luís Guedes de Campos
elos.vpconteuropa@gmail.com



Sincerely,

The Undersigned











View Current Signatures
 




 



The PETIÇÃO PARA TORNAR OFICIAL O IDIOMA PORTUGUÊS NAS NAÇÕES UNIDAS Petition to Nações Unidas (U.N.) was created by Elos Clube Internacional and written by José Luís Guedes de Campos ( elos.vpconteuropa@gmail.com).  This petition is hosted here at www.PetitionOnline.com as a public service. There is no endorsement of this petition, express or implied, by Artifice, Inc. or our sponsors. For technical support please use our simple Petition Help form.


Send this to a friend



Send Petition to a Friend - Petition FAQ - Start a Petition - Contributions - Privacy - Media Kit - Comments and Suggestions

PetitionOnline - DesignCommunity - ArchitectureWeek - Great Buildings - Search
http://www.PetitionOnline.com/AB5555/petition.html
dg


publicado por befelgueiras às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é?

Meteorologia
Amnistia Internacional
mais sobre mim
pesquisar
 
A Barraca
links
Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Encontrei esse mesmo texto na nova Apostila Decisã...
Olá Carlos Carvalho!!!!!A campanha do bloco vai de...
Parabéns pelo post. Visitem o terradesousa.blogspo...
Olá,Meu nome é Priscila Andrade e faço parte da eq...
Acabou-se a «mama» ao oportunista de Caramos?Ou el...
Pois, pois... Mas pelo menos não alinhava por dois...
Foi um resultado bom demais, mais um candidato pat...
E AS IDEIAS QUANDO É QUE VEM ??????????ANTES DOS A...
Bloco Esquerda Felgueiras para Liliana mostrar det...
2009/9/25 Liliana Costa Rádio NFM <liliana.cost...
mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO
as minhas fotos
arquivos

Julho 2016

Junho 2016

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004